Renovamento Carismático Católico

História  

 O Renovamento Carismático Católico surgiu na sequência de uma série de acontecimentos que culminaram com uma forte experiência da presença e acção do Espírito Santo vivida por um grupo informal de oração constituído por padres e leigos. 

    Não partindo de uma iniciativa fundadora nem prevendo estruturas de organização, agrega de modo informal e sem compromissos de pertença toda a diversidade de pessoas e de vocações, propondo uma constante renovação da graça do baptismo. 

    O Renovamento propõe uma espiritualidade trinitária que acentua a necessidade de abertura dos corações à acção do Espírito Santo para a renovação da vida cristã e para a construção do Reino de Deus. É uma experiência de Deus que a graça renovadora da efusão do Espírito Santo faz acontecer. 

    

O Renovamento Carismático contribui para o revigoramento das múltiplas espiritualidades particulares que existem na Igreja, promovendo a unidade. O mesmo Espírito que deu a inspiração e o carisma fundacional a cada ordem religiosa, congregação ou instituto age "na e pela" espiritualidade do Renovamento no aprofundamento da fidelidade àqueles carismas. 

 

 O Renovamento tem uma vocação evangelizadora e missionária porque a experiência vivida e do amor de Jesus na vida particular dos cristãos e da Igreja naturalmente conduz ao testemunho e à partilha do amor e dos dons recebidos. 

    Em Portugal, começaram a formar-se os primeiros grupos de oração do Renovamento Carismático, em 1974.Na Diocese de Lisboa teve início em 1974 e existem, actualmente, 89 grupos de oração distribuídos por todas as Vigararias do Patriarcado que reúnem semanalmente, envolvendo um total de cerca de 3.500 participantes